Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \28\UTC 2012

-by Ryuh (@GabiMTG)

Anúncios

Read Full Post »

Mais balanços

Joshiraku

Foi bem como o esperado, sem nenhuma coisa a acrescentar do post que fiz no seu lançamento. Boa série de humor simples.

 

La storia della Arcana Famiglia

Foi muito mais para um lado shoujo. Pouca seriedade nas lutas e nas coisas em geral e um final muito apressado, na minha opinião. Rendeu menos do que esperado.

 

Rinne no Lagrange 2

Só intensificou a coisa yuri. Pouco acrescentou. Uma série bem normal.

-by Ryuh (@GabiMTG)

 

Read Full Post »

Persona 4 (Mangá)

Mangá escrito e ilustrado porShūji Sogabe, o mesmo que fez o mangá de Persona 3. É baseado no game de mesmo nome para PS2, sendo lançado em 2009 e contando com 6 volumes até o momento. Não é publicado no Brasil. Gênero: Sobrenatural/Ação/Aventura/Escolar

 

História

O enredo se passa na cidade de Inaba, no Japão. Seta Souji é um estudante do 2º ano do ensino médio que se mudou de Tóquio para Inaba, para ficar por um ano com seu tio Ryotaro Dojima e sua prima, Nanako. Estranhos assassinatos começam a acontecer na pacata cidade, relacionados ao Midnight Channel, um suposto canal que, em dias de chuva, à meia-noite, revela a cara-metade de quem assiste. Além de um mundo atrás da TV. Yu e seus novos colegas, Chie e Yosuke, acabam entrando nesse mundo. Lá, são atacados por criaturas chamadas de Shadows, e Yu descobre um poderoso poder, Persona. Depois disso, os estudantes resolvem investigar mais esse mundo e os assassinatos.

 

Comentário

Um bom mangá, que nem o de Persona 3. O traço é muito bom, com os cenários, personagens e Shadows muito bem feitos também. Pessoalmente, acho o nome Seta Souji melhor do que Yu Narukami, do anime. Mantém a história original de uma forma boa, fazendo uma adaptação de qualidade, com algumas visíveis alterações, claro. O enredo intrigante, mas com toque de leveza, é bem feito ao longo do mangá. Um ponto bom do mangá é a personalidade que Souji recebe. É mais fiel ao do game. Quem não conhece o game poderá seguir o mangá bem e quem viu não se desapontará. Novamente, é o caso do mangá de Persona 3. Recomendo!

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Persona 3 (Mangá)

Mangá escrito e ilustrado por Sogabe Shuuji, adaptado do game lançado para PS2. Tinha entrado em hiatus com o lançamento de Persona 4, mas continuou e tem 6 volumes até o momento. Não é publicado no Brasil. Gênero: Sobrenatural/Ação/Mistério/Escolar

 

História

Minato Arisato é um jovem que perdeu seus pais e agora voltava para sua cidade natal. Ele se transferiu para o Colégio Gekkoukan. Em pouco tempo, ele se depara com as criaturas que se alimentam das mentes das pessoas, Shadows. Essas criaturas aparecem na Dark Hour, um período escondido na noite.

Os colegas de escola no dormitório de Minato formam o grupo SEES, encarregado de combater Shadows, investigar a Dark Hour e uma estrutura misteriosa que aparece no lugar do colégio, Tartarus. Para isso, usam uma habilidade especial. Invocam uma criatura poderosa que é capaz de combater Shadows, Persona. Minato se une ao grupo sendo um dos trunfos, pois pode usar várias Personas. Ao longo das investigações, uma trama muito maior aparece.

 

Comentário

Uma boa adaptação de um dos maiores RPGs de PS2. Tem um traço muito bom e caprichado, com ótimo design de personagens, mantendo a qualidade do game. Os cenários da Dark Hour e os Shadows ficaram muito bons. O personagem principal recebeu uma boa personalidade, sendo bem condizente. Tem bons momentos de alívio cômico. A história se desenvolve bem, seguindo com um bom nível de fidelidade o game, com algumas alterações mais significativas. Quem não conhece P3 pode acompanhar o mangá bem.  Quem já conhece não se desapontará com a adaptação, talvez. É claro que uma adaptação nunca consegue ter 100% da qualidade do original. Recomendo!

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Balanços

Jinrui wa Suitaishimashita

Um dos melhores animes dessa nova temporada. Uma trama interessante do começo ao fim, inteligente e com um humor negro muito bom. Seu desenvolvimento foi excelente e não-linear, tornando a coisa mais intrigante, fazendo o espectador pensar. Se tem um ponto fraco é ter apenas 12 episódios.

Hyouka

Muito bom na sua proposta de mostrar mistérios “cotidianos”. Explica bem como as teorias podem ser boladas e possui lances simplesmente geniais. Alguns personagens não me agradaram muito por serem demasiadamente irritantes, mas isso é o de menos. Foi além do esperado.

Natsuyuki Rendezvous

Pessoalmente, me desapontei com esse. Foi como o esperado, só que com uma dose cavalar de melancolia, do começo ao fim, com várias lições sobre amor e perda. Os momentos mais leves e descontraídos foram mínimos. Eu sou da opinião de que cativar pela alegria é sempre melhor do que pela tristeza. Recentemente, eu falei sobre To the Moon no blog. É um game bem melancólico, mas com momentos de humor e alegria também, fazendo algo mais ou menos equilibrado. Natsuyuki foi impecável tecnicamente e seguiu uma boa proposta. Agradará a quem gosta de toda essa melancolia.

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Hakuouki Reimeiroku

Série de anime que acontece antes dos acontecimentos da 1ª temporada de Hakuouki. Foi lançada em 2012. Tem apenas 12 episódios. Gênero: Ação/Histórico/Drama/Samurai/Sobrenatural

 

História

Reimeiroku se passa em 1863, durante o shogunato de Tokugawa. Havia caos pelo país. Por isso, uma força policial foi acionada, o Roshigumi, constituída de samurais sem mestres. No entanto, essa força foi conhecida pela violência e estava dividida. Ibuki Ryunosuke é um jovem que odeia os samurais e tudo que eles representam. Estava em apuros, mas foi salvo pelo líder do Roshigumi, Kamo Serizara. Ele o força a ser seu servo para pagar a dívida de honra. Ibuki passa a morar junto do Roshigumi, que tem membros notáveis, como Hijikata Toshizou, Saitou Hajime, Souji Okita, Heisuke Toudou e etc. Com essa convivência do que estaria pra ser o Shinsengumi, Ibuki aprende mais sobre os samurais. Enquanto isso, um misterioso líquido vermelho que seria uma potente arma, estava sendo passado.

 

Comentário

Bom anime, que consegue ser ligeiramente melhor que os que saíram antes. Tem um bom gráfico e boa animação, junto com boa trilha sonora. Mostra evolução técnica em relação às outras temporadas.

Pode causar estranhamento pelo personagem principal ser homem. Todos já deviam estar acostumados com a frágil e quase inútil Chizuru. Por isso tem uma proposta bem interessante, mostrando um pouco mais sobre o que é ser um samurai naquela época, com todas as dificuldades envolvidas. Constrói bem os personagens, que são muito bons. Tem boas cenas de ação e de alívio cômico. Seria algo melhor se não envolvesse o líquido vermelho e a parte sobrenatural. Vale a pena conferir.

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Older Posts »