Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \17\UTC 2012

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

3×3 Eyes

Mangá escrito pro Yuzo Takeda, com 40 volumes lançados entre 1987 e 2002. Não foi publicado no Brasil. Ganhou OVA de 4 episódios em 1991 e outra em 1995, de 3 episódios. Possui cenas fortes, com muito sangue e violência. Gênero: Ação/Aventura/Fantasia

 

História

Pai Ayanokōji é a última descendente dos Sanjiyan Unkara, uma espécie de criatura sobrenatural, podendo ser chamado de “monstro”. No entanto, ela consegue viver uma vida como uma pessoa normal por ter múltipla personalidade, que esconde as partes mais conturbadas do seu passado. Yakumo Fujii assume o papel de companheiro para ajudar Pai a se livrar de vez de seu passado. O pai de Yakumo tinha pesquisado sobre os Sanjiyan e descoberto Pai no Tibet. Seguindo a pesquisa, os dois tentam achar uma forma de selar as memórias de Pai. Mas no caminho eles encontram outras criaturas sobrenaturais. Cabe a Yakumo lutar e proteger Pai, mas ela não é tão indefesa assim.

 

Comentário

Uma boa série, de muita qualidade. O mangá tem um bom traço, que retrata as criaturas muito bem e com cenas de ação muito boas. O design de personagens é bom e interessante. As OVAs não possuem uma qualidade gráfica muito boa, mas isso não prejudica o entretenimento. A parte sonora é boa pro ano de produção e a animação também, sendo boa nos momentos agitados. É notável é que as cenas com ação despejam quantidades absurdas de sangue. A primeira OVA não deixa claro alguns momentos da história original, explorando pouco o todo. A segunda OVA já tem uma qualidade melhor e cobre uns erros, mas ainda não aproveita tudo e ainda tem um episódio a menos.

A história é muito boa, envolvendo muitas lendas, monstros, magias e muitas coisas. Isso tudo, junto com os antagonistas, dá uma liga muito boa e interessante. Os personagens são bons e com carisma. O bom desenvolvimento deles acrescenta coisas ao enredo, tornando-o mais cativante. Também há um bom foco romântico. A única ressalva que faria é que tem muita violência, mas isso é problema pra quem é mais sensível. No geral, é uma boa série pra conferir.

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

No ano passado, perto do Dia dos Pais, fiz um post falando sobre os pais nas séries. Vamos a mais uns.

Alexis Hargreaves (Conde Cain)

Um pai que maltratava e castigava Cain muito, a ponto de fazer marcas nas suas costas. Eventualmente, Cain envenenou-o e por muito tempo, Alexis foi dado como morto. No entanto, ele reaparece e atua como o maior inimigo do filho. Não é um bom exemplo de pai, sem dúvida nenhuma. Mas, no fim de Conde Cain a verdade sobre ele é revelada, surpreendendo.

Ging Freecsss (Hunter x Hunter)

Pai de Gon, abandonou-o quando ele era pequeno. Gon quis se tornar um hunter para tentar encontrá-lo, já que ele era um grande hunter. Ging parece muito relapso, mas se arrepende muito por ter abandonado e não tem coragem para rever ser filho. Ele realmente gosta de Gon.

Jude Heartfilia (Fairy Tail)

Pai de Lucy, foi o motivo dela abandonar a casa e querer ir para uma guilda. Um rico e poderoso homem de negócios, que chegou a contratar outra guilda para trazê-la à força de volta para casa, arriscando a vida de todos da Fairy Tail.  Um pai horrível, de fato. A sua vida teve uma reviravolta e ele acaba falido. Nesse momento, ele pôde voltar os olhos para a filha e relembrar do amor por ela.

Mikihisa Asakura (Shaman King)

É pai de Yoh. Tem uma personalidade muito descontraída, mas consegue ser muito sério. É um forte xamã e ajuda Yoh e seus companheiros em vários momentos. Se importa muito com os outros, sendo muito bom.

Ryouji Fujioka (Ouran High School Host Club)

Pai de Haruhi, trabalha como okama em um bar. Resolveu ser okama após a morte da mãe de Haruhi, pois ele não conseguiria amar outra mulher de novo. Ele é atrapalhado em várias coisas, parecendo que é Haruhi quem cuida dele. É um bom pai, atencioso e que tenta fazer com que Haruhi seja mais feminina.

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Biohazard Marhawa Desire

Mangá ilustrado por Naoki Serizawa, com o enredo das séries da Capcom.  Ainda não há previsão de quantos volumes terá, mas já tem o 1º volume lançado até no Brasil, pela Panini, seno lançamento anual. Trata-se de uma história canon, acontecendo antes de Resident Evil 6. Gênero: Ação/Terror

 

História

No prestigioso Colégio Marhawa, na Ásia, acontece um incidente com um zumbi (biohazard). Para investigar isso, o bacteriologista Doug Wright é chamado. Ele leva consigo o seu sobrinho Ricky para ser seu assistente, mesmo sabendo dos riscos.  Ao chegar no Colégio, eles veem que a situação era pior do que o esperado e podia se tornar ainda pior. Por algum motivo, a madre que cuida do colégio esconde algo.  Vendo a situação piorar, Doug espera que Chris Redfield e a BSAA possam chegar logo para solucionar o problema.

 

Comentário

Mangá promissor. Tem um traço muito bom, com bastante realismo no design de personagens e com detalhes nos cenários. Faz um trabalho muito legal com os zumbis e as cenas de ação são bem ilustradas, dando um feeling bom para o gênero. A história começa pouco animadora, mas, aos poucos, se revela muito interessante. Os mistérios envolvendo Marhawa, o psicológico dos personagens e uma possível novidade no T-Virus acrescentam muito. O que achei excelente é que tem os zumbis clássicos, focando mais no terror do que na ação. Isso é bom pra Resident Evil em geral. A presença de Chris é ótima pro mangá. Recomendo!

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Ib

Jogo de terror para o RPG Maker. Que nem em Ao Oni, o jogador deve resolver vários puzzles, escapar de armadilhas e de criaturas que perseguem. É facilmente encontrado para download e em inglês.

Ib é uma garota de 9 anos que foi ao museu com sua família. Mas, algo estranho acontece, e ela se encontra sozinha e presa no local. Ela tem que achar algum modo de escapar viva de lá. No meio do caminho, ela encontra Garry, um jovem que também ficou preso no museu. Garry acompanha Ib e depois encontram Mary, uma garota estranha com a mesma idade de Ib.

Um jogo de terror bem legal. Quem gostou de Ao Oni deve gostar desse. E, como em Ao Oni, tem os gráficos bem limitados por ser do RPG Maker. Tem um interessante medidor de vida, baseado em rosas. Quanto mais rosas o jogador tiver, maior a sua vida. Ib pode carregar 5 rosas, Garry carrega 10. Pode-se trocar o comando de personagem entre Ib e Garry, sendo isso essencial ao longo do game.

Os puzzles são muito bons e exigem bom raciocínio, que nem as armadilhas espalhadas. A história é muito interessante e seus personagens também. O clima de suspense é bom e rende muitos sustos. Dependendo das ações do jogador, vários finais podem ser obtidos. Isso torna interessante jogar várias vezes para ver os finais diferentes. Recomendo!

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »