Feeds:
Posts
Comentários

Archive for maio \30\UTC 2011

Love Hina

Mangá escrito e ilustrado por Ken Akamatsu, lançado em 1999 no Japão, sendo finalizado em 2001, com 14 volumes. No Brasil, foi publicado pela JBC, só que com 28 volumes. Em 2000, ganhou anime de 25 episódios. Também ganhou 3 OVAs, sendo um especial de Natal, um de primavera e o mais relevante, Love Hina Again, com 3 episódios. Gênero: Comédia/Romance/Harém

 

História

Quando era criança, Keitaro Urashima fez uma promessa com uma garota. Eles entrariam juntos na Universidade de Tóquio. No entanto, eles acabam se distanciando, muito tempo se passa, e Keitaro nem se lembra do nome da garota. Ele acaba falhando duas vezes em passar, e acaba virando gerente da pensão da avó, a Pensão Hinata. Lá conhece Naru Narusegawa, que também quer entrar pra Universidade de Tóquio, e se pergunta se ela seria a garota da promessa.

Na pensão, Keitaro conhece as outras garotas que estão na pensão, e assim vai levando o seu dia-a-dia de cuidar da pensão, tentar passar no vestibular e conhecer mais a Naru.

 

Comentário

É uma comédia bem típica, com Keitaro cercado por garotas bonitas,  frequentemente levando porradas, vendo as garotas da pensão nuas… Mas, não deixa de ser uma comédia legal pra quem tolera o gênero harém. O mangá é superior ao anime em termos de enredo, e tem um bom traço. O anime tem gráficos bons, é bem feito e é bem adaptado. A parte romântica é boa por levar certa dúvida se Naru seria mesmo a garota da promessa. Em suma, Love Hina é uma opção para uma comédia romântica divertida.

 -by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Anime lançado em 2004 no Japão, já finalizado com 26 episódios. No mesmo ano do lançamento do anime, um mangá de mesmo nome foi lançado, escrito por Shinichirō Watanabe (que também dirigiu o anime) e ilustrado por Masaru Gotsubo. O mangá foi encerrado no mesmo ano, tendo apenas 2 volumes, e foi publicado no Brasil pela editora Panini. Mistura muitos elementos modernos, como o hip hop e o rap, mesmo a história se passando no Japão antigo. Gênero: Ação/Comédia/Drama

 

História

Fuu é uma menina de 15 anos que trabalha em uma casa de chá. Em um dia, Mugen, um andarilho, e Jin, um ronin, entraram na casa de chá e começaram a lutar. No meio da luta, o lugar pega fogo e eles desmaiam por causa da fumaça. Quando acordam, percebem que estão presos por um suposto assassinato. Com a ajuda de Fuu, eles escapam da prisão. Em troca disso, os dois viajam com ela pelo país para achar o “Samurai que cheira a girassóis”.

 

Comentário

É uma série com gráficos medianos, com uma parte sonora com bastante rap e hip hop. Para quem gosta dessa proposta de misturar Japão antigo com rap, pode ser uma boa. O enredo é bem construído. A animação é bem feita, com lutas rápidas e interessantes. A parte cômica é muito boa também, proporcionando bom divertimento, junto com as lutas. Os únicos personagens bem elaborados são os principais. Os secundários só aparecem uma vez ou outra. No geral, é uma boa série!

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Ga-Rei

Mangá feito por Hajime Segawa, lançado em 2005, e finalizado em 2010, contando com 12 volumes ao todo. No Brasil, é publicado pela JBC. Em 2008, um anime que conta a história das personagens Yomi e Kagura antes do enredo do mangá, foi lançado, Ga-Rei: Zero. O anime já foi falado no blog. Para ver o post, clique aqui. Gênero: Ação/Sobrenatural/Romance/Terror/Comédia

 

História

Kensuke Nimura é um estudante do colegial que sempre se sentiu diferente dos outros. Pudera, ele pode ver espíritos e demônios. Em um dia, encontra Kagura Tsuchimiya, enquanto era perseguido por demônios. Eles lutam juntos contra os demônios, e para a surpresa de Kensuke, ela aparece na sua classe no dia seguinte. Ele descobre que Kagura é uma exorcista que trabalha pro governo, com o papel de evitar os desastres sobrenaturais. Pela sua capacidade de ver espíritos, e por começar a gostar de Kagura, ele decide se juntar à agência do governo.

 

Comentário

Trata-se de um mangá muito bom para quem gosta de muita ação, com lutas contra demônios e coisas sobrenaturais. Tem um traço muito bom e uma história bem interessante, que de início parece ser fraca, mas que melhora muito com o passar dos capítulos. Os personagens são marcantes e carismáticos, no entanto, os que aparecem mais pro final do mangá receberam pouco desenvolvimento, o que é uma pena. Tem cenas de luta muito boas, proporcionando um bom divertimento, com umas cenas fortes de vez em quando.

É também interessante ver o anime, Ga-Rei: Zero, pra saber mais sobre o que acontece antes, e as histórias particulares de Yomi e Kagura. Ga-Rei é um mangá muito bom, vale a pena acompanhar!

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Ga-Rei: Zero

Anime lançado em 2008, que aborda fatos anteriores à história do mangá Ga-Rei, escrito e ilustrado por Hajime Segawa. Já foi encerrado, contando com 12 episódios. Possui cenas de violência e nudez. Gênero: Ação/Horror/Tragédia/Sobrenatural

 

História

Kagura Tsuchimiya e Yomi Isayama são duas espadachins de famílias dedicadas ao exorcismo de demônios, sendo que Yomi é adotada. A família de Kagura possui a besta sagrada mais forte, Ga-rei Byakuei, que é passada de pai para filho. Depois da mãe de Kagura morrer, o pai assumiu o controle de Ga-rei, lidando em tempo integral com exorcismos. Sendo assim, ela passa a viver com a família Isayama, criando amizade com Yomi. Kagura se envolve cada vez mais com os exorcismos, seguindo os passos de Yomi, que já era um prodígio como exorcista, sendo muito hábil com a espada e contando com sua própria besta sagrada, trabalhando para a divisão de desastres sobrenaturais do ministério do meio-ambiente.

No entanto, acontecimentos adversos e a intervenção de um garoto com um poder sinistro afetariam completamente a vida das duas, colocando uma contra a outra.

 

Comentário

É um anime que prende a atenção do espectador. Logo no primeiro episódio há muita ação, e com personagens aparentemente importantes morrendo cedo. Possui gráficos muito bem feitos, com uma trilha sonora bem legal e adequada, e animação excelente, que é sempre muito bem-vinda para um anime de ação com tantas lutas boas. O enredo é muito interessante, fazendo com que partes que seriam tidas como maçantes sejam fundamentais para entender outras partes. Como o anime aborda o que acontece antes do mangá, é claro que terá um final em aberto, sendo interessante acompanhar o mangá. Para quem gosta de séries de exorcismos e demônios, é uma ótima pedida, com elementos bem originais. Recomendo!

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Animação de 4 episódios, com 2 a 4 minutos cada um, lançado em 2009 para promover um game de mesmo nome, para Nintendo DS. Gênero: Sci-fi/Ação/Aventura

 

História

O enredo de Infinite Space gira ao redor de Yuri, um jovem que sempre sonhou em viajar pelo espaço. Eventualmente, ele consegue ser capitão de uma nave, e viaja pelo espaço procurando artefatos espalhados pelo universo, os Epitaphs. Yuri também se envolve em uma guerra conta o Império Lugovaliano, que tenta conquistar a galáxia Small Magellanic Cloud.

 

Comentário

Com apenas 2 a 4 minutos por episódio, não há muito que falar sobre o anime de Infinite Space. Apresenta bons gráficos, partes do enredo do game e personagens aparentemente promissores. Um ponto forte é que realmente gera a curiosidade do espectador quanto ao game de DS. Assista caso você queira conferir o game.

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Também conhecido como Oh My Goddess!, é um mangá escrito e ilustrado por Kōsuke Fujishima, lançado no Japão em 1988, e que ainda é publicado, contando com 41 volumes até o momento. O mangá não é publicado no Brasil. Em 1993, ganhou OVA de 5 episódios, que aborda a história original. E em 1998, ganhou um anime de 48 episódios, Chicchaitte Kotoha Benridane, que não segue a história original, e que tem visual SD (Super Deformed). Em 2005, ganhou um anime de mesmo nome, que segue a história original, com 26 episódios, que logo teve continuação, Ah! Megami-sama: Sorezore no Tsubasa, com 24 episódios. Também ganhou um filme e outra OVA que comemora os 20 anos da série, com 2 episódios, Tatakau Tsubasa. Gênero: Comédia/Romance/Fantasia

 

História

Keiichi Morisato é um calouro que é o típico cara legal, que é simpático com todos. Frequentemente, é forçado pelos seus colegas de dormitório a fazer favores e coisas estranhas. Um dia, ele liga por acidente para o “Departamento das Deusas”, e uma bela e jovem deusa aparece para ele, Belldandy, que concederia um desejo. Achando que era uma brincadeira, Keiichi pede para que ela fique para sempre com ele. Para seu espanto, ela fica mesmo, e nada pode ser feito para desfazer isso, já que um trato divino é selado. Mas, como o dormitório é só para homens, Keiichi é expulso de lá. Depois, os dois se estabelecem em um templo budista.

Com o tempo, começa a nascer uma atração entre os dois, e mais deusas começam a aparecer por lá, criando as mais diversas situações.

 

Comentário

Ah! Megami Sama é uma série muito boa para quem quer ver uma comédia boa e com um romance bem feito, sendo muito boa, no mangá e no anime. A primeira OVA, que é o apanhado da história original, mesmo sendo antiga e com gráficos inferiores aos do anime lançado em 2005, é uma boa pedida também. Eu não daria muita atenção ao Chicchaitte Kotoha Benridane (ou Adventures of mini-goddess), por não seguir a história original. O anime que deve ser levado em consideração é o de 2005. Tem muitos elementos da mitologia nórdica, personagens carismáticos, e um enredo que serve bem para o gênero cômico. Recomendo!

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Vídeo – Cendrillon

Abaixo, um vídeo de uma música de vocaloids bem conhecida, com vários vocaloids e cantores do Nico Douga.

Read Full Post »

Older Posts »