Feeds:
Posts
Comentários

Archive for novembro \30\UTC 2010

Hetalia: Axis Powers

Série que começou como tirinhas da internet, feitas por Hidekaz Himaruya, que depois ganhou mangá e anime. O mangá de Hetalia foi publicado em 2006 no Japão e continua em andamento, com 3 volumes até o momento. No Brasil, a NewPOP deverá publicá-lo em Dezembro. O anime é uma ONA (Original Net Animation), lançada na internet, e tem 52 episódios, de 5 minutos cada, estreando em 2009. Nesse ano, ganhou continuação, Hetalia: World Series, que deve ter 34 episódios, também de 5 minutos cada episódio.

A série aborda a Segunda Guerra Mundial, cada país é simbolizado por uma pessoa, com seus estereótipos. Por exemplo, o Eixo é formado por Alemanha, Itália e Japão. Alemanha é um homem rígido e obstinado por limpeza, Itália é bastante bobo e covarde quando se trata de combate, tanto que Hetalia vem da junção de hetare (inútil, em japonês) e Itália e o Japão é o japonês típico, um jovem concentrado e dedicado, que conhece pouco da cultura ocidental e que pensa muito antes de se expressar.

Hetalia faz uma sátira muito engraçada da guerra, dos países e de fatores históricos.

Comentário

Hetalia é uma série muito boa, que faz sátiras muito legais e engraçadas, garante risos e é muito boa caso a pessoa queira revisar um pouco de história. É um título e tanto, recomendo!

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Slayers

Série que possui mais de 50 light novels, 2 OVAs (Slayers Special e Slayers Excellent), mangá, 5 animes, 5 filmes e jogos (quanta coisa, não?). Começou como light novel, escrita por Hajime Kanzaka e ilustrada por Rui Araizumi, isso em 1989. O primeiro anime foi lançado em 1995, com 26 episódios. Depois veio Slayers Next em 1996, Slayers Try em 1997, também com 26 episódios. Os mais recentes são Slayers Revolution e Slayers Evolution-R, de 2008 e 2009, respectivamente, com 13 episódios cada um. As OVAs possuem 3 episódios cada. Slayers tem vários mangás também, publicados no Brasil pela Panini.

Tem como base os jogos de RPG de tabuleiro, como Dungeons & Dragons. É considerada uma das séries mais populares da década de 90.

História

O mundo de Slayers é um mundo com feiticeiros, magias, quimeras, feras, demônios (mazokus) e afins, tipicamente medieval.

Lina Inverse é uma feiticeira de cabelos ruivos, fanática por tesouros. Os ladrões a temem, pois ela frequentemente os manda pelos ares. Em um dia, ela encontra um mercenário, Gourry, que é portador da Espada da Luz, um artefato raro e poderoso. Lina insiste para que ele dê a espada, mas não dá certo. Os dois começam a viajar juntos, encontrando diversos problemas e eventos, que envolvem magos poderosos, feras demoníacas e até os lordes das trevas.

Comentário

Eis uma série muito grande. Slayers tem um enredo muito elaborado, além de ter um plano de fundo bem comum aos que jogam RPG de tabuleiro (como o mundo ser um dos pilares sobre o mar do caos, onde um Deus supremo e um demônio supremo lutam por hegemonia). Possui gráficos antigos e momentos de humor, além de boas cenas de luta, com magias, espadas e tudo mais. O mangá tem bons traços e o enredo é mais simplificado do que nos animes, que chegam a ser frustrantes por ter tantas histórias paralelas. Slayers é uma boa pedida, mas haja paciência e tempo para ver tudo que essa série tem, hein? Hahaha.

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Air

Um anime produzido em 2005 por Tatsuya Ishihara, baseado em uma visual novel, possui 13 episódios. O mangá foi produzido pela Key, com 2 volumes.
Gênero: Drama/ Fantasia/ Romance.

História

O anime conta a História de Yukito, um rapaz que trabalha com marionetes, e Misuzu, uma estudante alegre.

Yukito está atrás de uma garota que possui asas, da qual sua mãe estava à procura, para isso, ele viaja de cidade em cidade tentando ganhar algo com suas apresentações de marionetes.
Chegando numa cidade beira a mar, Yukito conhece Misuzu, uma garota que apesar de simpática, é um tanto solitária.

Com o passar do tempo, os dois ficam amigos e isso faz com que Misuzu fique com uma grave doença  e corra um sério risco, após ter sonhos estranhos, e isso faz com que Yukito chegue a uma conclusão de que também estaria em perigo.

Comentário

É um anime bastante interessante e também emocionante, tem partes que eu sinceramente não consegui segurar as lágrimas (Ugh! X.x), mas é uma lição de vida afinal, o anime me ensinou a ser feliz enquanto estamos aqui para então levarmos memórias boas para a próxima vida, bem legal =3

by: Rabi =3

Read Full Post »


Anime feito em 1999, baseado nos jogos de RPG Wild Arms, feito pelo estúdio Bee Train (O mesmo das séries .hack), dirigido por Itsuro Kawasaki. Conta com 22 episódios. No anime há referências aos jogos Wild Arms e Wild Arms 2.

História

A história começa com o doutor Kiel Aronnax, junto com Mirabelle e Loretta, invadindo uma prisão. Lá eles encontram Sheyenne, um famoso pistoleiro, capaz de usar as ARMS, armas poderosas, que usam a energia do portador. No entanto, Sheyenne está em um corpo de um garoto de 10 anos, e não o seu original. Assim, Sheyenne, junto com Kiel, viajam em busca do corpo original, e eventualmente cruzam com Mirabelle e Loretta, que sempre buscam riquezas e dinheiro.

Comentário

Trata-se de um anime antigo, mas que tem boa qualidade. Os gráficos podem não ser muito atraentes para alguns, pelo fato de serem antigos. De resto, o anime tem cenas de ação e comédia legais, e quem conhece os jogos Wild Arms vai poder se lembrar de certos elementos. O enredo se mostra meio confuso em algumas passagens.

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Tokyo Mew Mew

Mangá de Mia Ikumi e Reiko Yoshida possui  7 volumes, em publicação no Brasil.
O anime contém 52 episódios, e é dirigido por Noriyuki Abe. Fora exibido no Brasil pelas emissoras Cartoon Network e Boomerang. Gênero: Shoujo/ Sentai.

História

Ichigo Momomiya, uma garota com 14 anos (12 no mangá), é apaixonada por Aoyama, e num ‘encontro’, em um museu, Ichigo recebe o DNA de um gato de Iriomote (cujo animal está em extinção). Ela precisa achar outras 4 garotas (Mint, Retasu, Purin e Zakuro) que também receberam DNA de outros animais em extinção.

Juntas, elas recebem a missão de salvar o mundo contra os ciniclones, aliens que pretendem roubar o nosso planeta. Desesperadamente, as Mew Mew e os ciniclones saem à procura de uma pedra chamada Aqua Azul, que contém poderes devastadores.

Comentário

É um anime bem legal e com cenas divertidas, e também é um tanto ‘moe’.
É interessante o modo como eles pegam animais em extinção para batalharem com seres de outro planeta, isso na certa quer passar um outro sentindo, vendo nas entrelinhas. Podemos perceber que os animais em extinção batalham por sua sobrevivência na Terra, e isso chama bastante a atenção =3

by: Rabi =3

Read Full Post »

xXxHolic

Lê-se “Holic”. É uma série feita pela CLAMP, estreando como mangá em 2003, ainda em publicação no Japão. A editora JBC publica o mangá no Brasil. Em 2006 ganhou anime, com 24 episódios, e em 2008, uma continuação, xxxHolic: Kei, com 13 episódios, além de 2 OVAs, xxxHolic: Shunmuki e XxxHolic: RO. Também ganhou filme em 2005 e novel em 2006. Ao longo da trama, muitos elementos de outras obras da CLAMP aparecem, que nem Tsubasa e Sakura Card Captors. Gênero: Sobrenatural/Comédia.

História

Kimihiro Watanuki é um estudante do colegial que é assombrado por ayakashis, espíritos que só ele consegue ver. Em um dia, ele vê uma loja que concede desejos. A dona dessa loja é Yuko Ichihara, feiticeira muito poderosa, que garante qualquer desejo, contanto que um preço equivalente seja pago. Ela garante fazer com que Watanuki se livre dos ayakashis, sob a condição de servir como empregado da loja. Ele não fica contente com isso, mas depois percebe que sua vida vai ficar bem mais interessante.

Comentário

xXxHolic é uma série muito boa, com a marca registrada da CLAMP. O mangá e o anime possuem gráficos muito bons, sendo que o primeiro é bem mais completo em termos de enredo, que é muito interessante e envolvente. A ligação de xXxHolic com Tsubasa deixa a trama muito mais interessante. Quem lê Tsubasa pode não entender certas coisas se não ler Holic. Recomendo!

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Ar Tonelico (OVA)

Produzida em 2006 pela Transarts, possui apenas um episódio, com cerca de 25 minutos, baseado no game Ar Tonelico: Melody of Elemia, lançado para PS2. Na OVA vários personagens do game não são citados e o enredo sofre modificações e só cita as partes mais iniciais do game.

História

O mundo de Ar Tonelico é feito de partes de terra, sustentados pela torre Ar Tonelico, que é uma torre viva. Quem vive em porções mais altas da torre desfrutam de muita tecnologia e uma vida confortável. Existem duas raças: Humanos e Reyvateils, que convivem bem no mundo. A raça Reyvateil é composta apenas por mulheres, são seres capazes de se comunicar com Ar Tonelico e lançar poderosas magias, usando canções.

Na OVA, Lyner é um guerreiro do mundo superior que estava lutando com um monstro, usando sua nave, que depois caiu no mundo inferior. Lá, ele se encontra com uma Reyvateil que não confia muito nos seus poderes, Aurica. Ela cura as feridas de Lyner usando uma canção. Os dois conversam, mas Aurica não quer se envolver em nada que precise de canções, mas depois resolve ajudá-lo.

Comentário

Trata-se de uma OVA com qualidade gráfica e áudio muito bom. O enredo da OVA, se seguisse bem o game, seria muito bom. No entanto, só acompanha uma parte minúscula da história total, omitindo muitos personagens carismáticos,além de alterar um pouco o enredo original.  Possui cenas boas de ação, que lembram bem as batalhas do game. Se você não jogou Ar Tonelico, talvez fique com vontade de jogar!

-by Ryuh (@GabiMTG)

Read Full Post »

Older Posts »